Me, the universe & you.
<a href="http://www.youtube.com/watch?v=mYIfiQlfaas?hl=en&autoplay=1"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a> Home Message history random Theme
Next →
❝ Como esses primitivos que carregam por toda parte o maxilar inferior de seus mortos, assim te levo comigo, tarde de maio. Quando, ao rubor dos incêndios que consumiam a terra, outra chama, não perceptível, tão mais devastadora, surdamente lavrava sob meus traços cômicos, e uma a uma, disjecta membra, deixava ainda palpitantes e condenadas, no solo ardente, porções de minh’alma nunca antes nem nunca mais aferidas em sua nobreza sem fruto. Mas os primitivos imploram à relíquia saúde e chuva, colheita, fim do inimigo, não sei que portentos. Eu nada te peço a ti, tarde de maio, senão que continues, no tempo e fora dele, irreversível, sinal de derrota que se vai consumindo a ponto de converter-se em sinal de beleza no rosto de alguém que, precisamente, volve o rosto e passa… Outono é a estação em que ocorrem tais crises, e em maio, tantas vezes, morremos. Para renascer, eu sei, numa fictícia primavera, já então espectrais sob o aveludado da casca, trazendo na sombra a aderência das resinas fúnebres com que nos ungiram, e nas vestes a poeira do carro fúnebre, tarde de maio, em que desaparecemos, sem que ninguém, o amor inclusive, pusesse reparo. E os que o vissem não saberiam dizer: se era um préstito lutuoso, arrastado, poeirento, ou um desfile carnavalesco. Nem houve testemunha. Nunca há testemunhas. Há desatentos. Curiosos, muitos. Quem reconhece o drama, quando se precipita, sem máscara? Se morro de amor, todos o ignoram e negam. O próprio amor se desconhece e maltrata. O próprio amor se esconde, ao jeito dos bichos caçados; não está certo de ser amor, há tanto lavou a memória
das impurezas de barro e folha em que repousava. E resta,
perdida no ar, por que melhor se conserve, uma particular tristeza, a imprimir seu selo nas nuvens.

— Carlos Drummond de Andrade. (via acrescentada)

(Source: quoteiros)

amoremdoseselevadas:

Por vontade e sem favor, 💛!

amoremdoseselevadas:

Por vontade e sem favor, 💛!

(Source: col0r-instagram)

❝ Meus sonhos não são difíceis de se adivinhar, pois você é sempre a minha inspiração, nos becos, nos lugares, aonde quer que eu vá. Você é sempre a dona do meu coração. Por isso é que eu sigo em paz sem saber, mas não me leve a mal. Por isso é que o sol continua a brilhar, quando digo que te amo.

— Los Hermanos.      (via acrescentada)

(Source: quoteiros)

(Source: vagabonddaughter)

(Source: picsofgram)

❝ Motivos pra desistir você vai encontrar vários. Mas para amar, só basta um. O suficiente pra você amar loucamente, o suficiente que supera todos os motivos por piores que sejam pra desistir.

— Tati Bernardi. (via acrescentada)

(Source: ORQUIDE)

(Source: vscograam)

(Source: ahorit)

❝ Give yourself permission to immediately walk away from anything that gives you bad vibes. There is no need to explain or make sense of it. Just trust what you feel.

— (via psych-facts)

❝ Vocês não sabem o que estava se passando no resto da minha vida. Em casa. Nem mesmo na escola. Não sabem o que se passa na vida de ninguém, a não ser na de vocês. E quando estragam parte da vida de uma pessoa, não estão estragando apenas aquela parte. Infelizmente, não da pra ser tão preciso e seletivo. Quando você estraga a parte da vida de alguém, você estraga a vida toda dessa pessoa. Tudo… é afetado.

— Os 13 Porquês. (via acrescentada)

(Source: s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

❝ Tô pagando pra ver sim, tô com a cara exposta sim, e pode doer o quanto for, podem maldizer o quanto for, o sorriso que eu levo hoje apaga todos os outros rastros. Eu aprendi, aos trancos, que ser feliz não dói. Ser feliz não dói!

— Tati Bernardi. (via acrescentada)

(Source: serporestar)

(Source: ahorit)